Porque é bom ter 40 anos?

Porque é bom ter 40 anos?

É verdade que a pele já tem rugas, o corpo acusa o pssar dos anos, mas muitas mulheres sentem que a experiência de vida lhes trouxe auto-confiança, charme e coragem para enfrentar o futuro. E garantem que nunca foram tão felizes.

Activa.pt
17 Fevereiro 2012 
Sabemos que entrar nos ‘entas’ não agrada a muitas mulheres. Acham-se mais velhas, menos atraentes, mais atreitas a doenças. É certo que nem tudo é um mar de rosas, mas que tirar partido do que realmente é bom nessa idade. As mulheres começam a sentir-se mais serenas e donas de uma maior sabedoria. A energia da juventude está quase intacta, sem as indecisões e as angústias de quem está a começar uma carreira, um casamento ou uma família.
Os homens não se sentem menos atraídos, muito pelo contrário pois o charme feminino está no seu auge, tornando os jogos de sedução muito mais emocionantes. Com os filhos mais crescidos, algumas mulheres de 40 anos podem (finalmente!) ocuparem-se de si mesmas, voltando aos pequenos rituais de beleza para os quais nunca tinha tempo, como cremes, ginástica e banhos deimersão.
Outras só entrando nesta fase da vida têm coragem para virar a mesa e deixarem para trás situações familiares complicadas que pareciam ir durar para sempre.
É uma idade de ouro em que existe um longo percurso para trás mas também todo um leque de oportunidades pela frente. Existe mais carisma, maior auto-confiança e os julgamentos da sociedade deixam de ser importantes.
Perguntámos a algumas mulheres porque é que é bom ter 40 anos. As respostas falam por si.
“Tenho alguns quilos a mais mas isso já não é importante. Cheguei à conclusão que o que conta verdadeiramente na vida não passa por aí. Faço tudo o que fazia aos 30 anos, mas melhor porque agora tenho a vantagem da experiência. Faço ainda muitas das coisas que talvez já não faça aos 50 e tal, quando as maleitas físicas chegarem.”
 Fernanda Oliveira, 43 anos, esteticista
 
“Sinto-me mais confiante. Sou separada, mas não estou desesperada para arranjar um homem e isso é muito atractivo para o sexo oposto. Em termos de carreira cheguei onde queria e sinto-me realizada”.
Maria de Lurdes Hasse, 45 anos, advogada
“Há um acréscimo de charme. Sinto-me mais segura e isso reflecte-se, há uma aura de bem-estar que me faz mais bonita. Também já aprendi a valorizar-me porque sei perfeitamente o que me fica bem ou mal, por isso uso a roupa que quero, independentemente de ser moda ou não… Comparo a mulher de 40 anos a um pêssego que está maduro mas muito longe de estar podre…”
 Isabel Garcia, 43 anos, publicitária
 
“Tenho maior disponibilidade para trabalhar porque o meu filho já está criado. Também posso sair sempre que me apetece. Estou novamente mais virada para mim, com tempo para fazer ginástica e pôr cremes.”
Joana Correia, 46 anos, professora primária
“Os quarenta são uma continuação dos 30, sendo que as coisas chatas dos 30 já lá vão e as partes más dos 50 ainda não chegaram. Os 30 anos são muito exigentes, com o início da carreira e os filhos pequenos, aos 40 já podemos saborear alguma calma.”
 Maria Lúcia Morais, 45 anos, professora
 
“Os meus 40 são os mais bonitos do mundo porque agora sei fazer as minhas escolhas mesmo que o medo se meta ao barulho. Avanço sem receio de me magoar, respeito apenas a minha cabeça e não cedo às frustrações nem às conversas moralistas dos vizinhos do lado. A cabeça muda sem darmos por isso. Definitivamente ficamos diferentes aos 40 anos.”
 Cláudia Dias Pinto, 40 anos, enfermeira
 
“Os meus filhos admiram a calma e a precisão com que lhes explico tudo, mesmo o que nunca aprendi. Dizem-me: ‘és a mamã mais linda do mundo’. Surpreendo-me quando olham para mim e dizem: ‘as rugas fazem-te bonita’. Só é pena que as pernas já não corram da mesma maneira e os braços me doam quando o esforço é maior”.
 Ana Pereira, 40 anos, arquitecta
 
“Vivia subjugada pelo medo do que os outros podiam pensar de mim. Os anos foram passando e, também graças ao companheiro com quem estou actualmente, passei a ser mais auto-confiante. Hoje vivo a minha vida sem me preocupar (tanto) com os comentários alheios”.
 Mª Helena Amaral, 48 anos, empregada do comércio
 
” Sempre tive uma relação muito conflituosa com o meu marido. Os 40 anos trouxeram-me a percepção de que não queria passar o resto da minha vida a discutir e a coragem para me separar”.
 Eliane Monteiro, 45 anos, auxiliar de educação
 
“Nunca me senti tão bem. As minhas capacidades físicas e mentais estão em excelente estado de funcionamento, vivo mais em paz comigo própria e menos angustiada como futuro.”
 Berta Moreira, 47 anos, empresária
 
“Quando tinha 37 anos, e contra a vontade da minha família que achava que eu era muito velha para estudar, matriculei-me na universidade. Consegui acabar o curso de Direito e acabei por ser promovida na empresa onde trabalho. Foi difícil mas valeu a pena. 
Aos 40 anos, sou finalmente doutora.”
 Vera Cruz, 45 anos, funcionária pública
 
“Tireia carta de condução com 41 anos. Desde então a minha independência aumentou muitíssimo. Saio com as minhas amigas, vou para fora, não preciso de estar à espera de boleias. Estava farta de andar de transportes públicos e táxis.”
 Olívia Marques, 45 anos, jornalista
 
“Sou mais tolerante, adquiri a sabedoria de vida que me permite “adivinhar” os outros e antecipar situações menos agradáveis. Diria que vivo um novo estado de consciência e de julgamento,que me permite “ver mais claro” do que há 10 anos. Só tenho medo do que vou pensar (e sentir) quando o meu corpo fizer excessivo contraste com a minha juventude de espírito.”
 Mª Alice Félix, 48 anos, funcionária administrativa
 
“Foi preciso chegar os 40 anos para tirar um curso de computadores e começar a navegar na internet. Estou completamente actual. Só me falta fazer um curso de massagem ‘shiatsu’.
 Mª do Céu Oliveira, 43 anos, professora
 
“Fui mãe há um ano pela primeira vez. Ter um filho era o meu grande sonho. Por essa razão nunca fui tão feliz como agora, aos 42 anos”.
 Isabel Mendes, 42 anos, funcionária pública.
 
“Nunca cozinhei tão bem. Tenho vindo a aprofundar conhecimentos sobre culinária, comlivros e um curso que fiz, e a família e amigos andam pelo beicinho com os meus cozinhados. Aos 30 anos mal sabia fazer sopa”.
 Aurora Rodrigues, 43 anos, doméstica
 
“Estou com melhor cara agora do que quando era mais nova. Deve ser porque levo uma vida mais descansada. Não me sinto nada velha, muito pelo contrário”.
 Ilda Pulido, 49 anos, escriturária
 
“Aos 40 anos sentimos que podemos fazer tudo o que fazíamos com 20 mas com a sabedoria e experiência de uma vida. Achamos que temos o direito de cuidar um bocadinho mais de nós e menos dos outros. Também nos preocupamos menos com oque os outros pensam.”
 Mª Piedade Amaro, 43 anos, médica
 
“Jánão tenho o corpo que tinha aos 30 anos, até porque parei de fazer desporto, mas isso também já não me interessa. Estou mais preocupada em ter um ar arranjado e uma certa elegância. Até porque é impossível passar por uma rapariguinha de 20 anos.”
  Daniela Sousa, 41 anos, designer
 
“O meu casamento rejuvenesceu nos últimos anos. Eu e o meu marido passámos anos afogados no trabalho e preocupados com a educação dos filhos. Há uns anos paracá voltámos a ir passar fins de semana fora, férias a dois, descobertas gastronómicas e muito namoro. Têm sido muito bons estes meus quarenta e tal anos”.
 Dulce Coelha, 49 anos, economista
 
“Maquilhamo-nos menos, até porque adquirimos maior auto-confiança e auto-estima e sabemos que, em excesso, a maquilhagem pode ter o efeito contrário.”
 Benedita Trindade, 46 anos, secretária
 
“Tive quatro filhos muito seguidos e os meus 30 anos foram passados sem tempo pararespirar. Agora que o mais novo tem oito anos finalmente posso ter novamentevida própria”.
 Teresa Pimentel, 41 anos, doméstica
 
“Tenhoum corpo como nunca tive aos 20 anos. Depois de ter os meus dois filhos fiquei mais magra do que era e comecei a fazer ginástica. Sinto-me muito bem com a minha imagem e nunca tive tantos admiradores como agora”.
Ângela Duarte, 45 anos, jornalista
Anúncios

Entrevista a Marta Gautier

Adoro a minha prima Marta, somos “primas e irmãs”, a minha mãe e a mãe dela, são irmãs e o meu pai e o pai dela, são irmão!! Giríssimo não é!!Crescemos próximas, temos imenso tiques, gestos e maneiras de falar muito idênticas!!!Como todos os “irmãos”, havia alguma competição entre nós, mas saudável!! Rio-me com ela, como se não houvesse amanhã! Adoro-a!!0002 Foi amorosa em dar-me esta fantástica entrevista para o meu blog, aqui vai…

Marta Gautier , 37 anos, psicóloga clínica, escreve livros e é humorista.

Marta, queres me dizer a tua a idade mental e física? Vá, eu dou-te as duas. A física já vai para os 37, mas a mental fica nos 15 ou coisa que o valha!

Já entraste nos 40 ? Não. Estou lá quase, mas ainda não bati no ponto certo. E nem me lembres disso, sim?

O que é que pensaste quando pensaste pela 1ª vez, “ vou fazer 40 anos” ? Fico um bocado tensa e isso é sinal de que tenho de trabalhar esse assunto em mim. Ainda por cima porque sei se vivermos de acordo connosco mesmo, bastam-nos 2 dias de vida. E convém também lembrarmo-nos que há quem não tivesse chegado aos 40. Devemos ficar contentes por termos chegado. 

Tens cuidados com a alimentação? Não, os meus cuidados com a alimentação sempre foram intermitentes. Sem que o meu colesterol não é famoso por isso gosto de me alimentar bem, mas muitas vezes esqueço-me. 

Marta,usas algum creme “anti-idade? Anti-idade ainda não, mas um creme específico para a manhã e outro para a tarde.

O que te faz sentir Viva? Neste momento, mais do que tudo, as ‘Conversas sérias’ ‘O que farias se não tivesses medo?’ que faço no Villaret. O ‘Vamos lá perceber as mulheres’, também, mas agora a novidade das ‘conversas sérias’, dá-me um entusiasmo que há muito não sentia. Também me sinto viva quando leio um bom livro ou quando olho para uma expressão distraída dos meu filhos. 

Quais são os teus receios em relação ao futuro da tua idade? Em termos práticos quase nada. Como sou eu que faço o meu próprio trabalho e não dependo que me ‘chamem’, sinto-me livre e tenho a intuição de que tudo, sempre, vai correr bem na minha vida profissional. Tenho apenas medo de não aprender a amar melhor, e assim, deixar escapar o mais importante da vida. Mas vou conseguir.  

Que sonhos gostarias, ainda de concretizar? Sinceramente: em termos de sonhos, se morresse agorinha, estava completamente satisfeita. Realizei todos e não sinto, neste momento, nenhuma ambição mais. Se tudo continuar assim, seria bom. Com o decorrer da vida podem surgir outros.

marta tratadaMarta, sempre igual a si própria!

Love you Girl

Beijinhos

Cunhadas com Blogs diferentes

A minha Cunhada e eu, ambas temos cada uma um blog!

Ela, Mónica Santana Lopes, tem o Blog “ A Mulher é que manda” http://amulherequemanda.sapo.pt/

e eu, este “ como chegar aos 40”.

Os nossos blog, são completamente diferentes, apesar de serem escritos por Mulheres.

Mas como nem todas pensamos igual e gostamos das mesmas coisas é giro, ver sempre outras prespectivas, de que é ser Mulher !

O blog da Mónica é um sucesso enorme! espreitem e “curtam”!

Parabéns Cunhadix pela teu fantástico Blog!!!

monica e euAqui fica uma pequena “selfie” das 2 🙂

Entrevista – Raquel a “Amiga do peito”

A minha Amizade com a Raquel é deveras estranha, mas perfeita!!

Conhecemo-nos há anos! E estivemos juntas 5 vezes mais coisa menos coisa… Mas sabemos tudo uma da outra e muitas vezes sem precisar de contar, sabemos, o que sentimos, o que sofremos, o que nos faz rir, que escova de dentes usamos… enfim é tudo tão estranho, mas ao mesmo tempo perfeito!

moldura-258

Respeito-a muito, as suas ideias, os medos, as coisas escondidas, apesar de tudo e de saber tudo… Adoro-a!!

Isto sim é uma Amizade verdadeira!

Por isso não poderia de deixar de vos dar a conhecer este “ser” maravilhoso, que eu conheço e adoro!!! Hei-la…

Eu – Raquel, vou-te entrevistar como se fosses muito famosa e para a maior revista do mundo, boa?

Boa!

Idade? Queres a idade mental ou a física? Vá, eu dou-te as duas. A física já vai para os 37, mas a mental fica nos 15 ou coisa que o valha!

O que fazes tu da tua vida, que nunca tens tempo para nada? sou webdesigner e content manager numa empresa

Já entraste nos 40 ? estou lá quase, mas ainda não bati no ponto certo. E nem me lembres disso, sim?

O que é que pensaste quando disseste pela 1ª vez, “ vou ter 40 anos” ? Foi um “valha-me santa combadão”. Não pode ser de maneira nenhuma! Que coisa horrorosa! Se não tenho juízo nenhum como vou fazer 40 anos???

Tens cuidados com a alimentação? Se queres que te seja sincera, a única vez que tive cuidado com a alimentação foi quando o médico me disse que o colesterol e os triglicéridos estavam pela hora da morte. Fiz uma dieta horrorosa e depois pensei que ainda morria era da dieta. Não comer doces nem pão? Mas tá tudo louco?!

Usas cremes “anti-idade”? (muitos risos) Pois… uso creme de manhã quando não me esqueço de o colocar. Não tenho paciência. Mas sim, uso um creme da Nívea para a cara. Se souberes de algum creme que tire rugas, informa, por favor. Eu – Posso mesmo contar a verdade sobre o creme que usas???? hahahahah

O que te faz sentir Viva? Recentemente tanta coisa! Fotografia faz-me sentir como se estivesse no topo do mundo. Conduzir dá-me alegria. Carros são um vício. Os meus cães (quando não me dão chatices) dão-me um gozo desgraçado.1920127_660848253980689_1646881280_n

Quais são os teus receios em relação ao futuro da tua idade? Mais recentemente, e por causa da crise, comecei a pensar no que iria fazer se ficasse sem emprego. Se os mais novos têm dificuldades em arranjar emprego, imagino eu… com 37 anos. Noutro aspecto tenho um pouco de receio de problemas de saúde. Ufff… e depois é aquela história do como pode o meu corpo envelhecer se a minha cabeça teima em ser do mais adolescente possível? (risos)

Que sonhos gostarias, ainda de concretizar? Confesso-te que gostava de ter um estúdio de fotografia gigante para poder levar carros lá para dentro, mas sei que é um sonho complicado. De qualquer maneira não faz mal. A vida é estranha e dá umas voltas esquisitas. Quem sabe se um dia não vais estar comigo dentro de um armazém a fotografar? Bora? Eu – Tipo um estúdio como o meu? És tão invejosa!! Hehehehe nós as 2 a fotografar juntas? coitados dos modelos e os carros desfaziam-se com o tempo!! Mas bora!!!!  🙂

1554530_638223506243164_86537276_n

Amiga, Amei a tua sinceridade e alegria a responder a estas perguntas, achei que ias demorar tipo 2 dias a responder!! hehehe

Sabes, continu-o a Amar-te muito, Amiga!!!

Obrigada

Entrevista a João Libério

Já conheço o meu Amigo, João Libério há muitos anos! Tivemos logo uma grande empatia e sempre que estamos juntos é galhofa na certa!

Ele, que é um querido cedeu-me esta grande entrevista para meu meu blog! Aqui está ela!!

João Miguel Teixeira Libério, 44 anos,Communication Advisor. Faço comunicação integrada, que passa pela assessoria de imprensa, publicação de artigos, articulação de entrevistas, organização e gestão de eventos, etc.

quadro joão entrevista

João, já entraste nos 40 ?

 Já, há 4 anos

O que é que pensaste quando disseste pela 1ª vez, “ tenho 40 anos”?

Pensei que ainda sou suficientemente jovem, que o número é mais uma questão de cabeça e não de espírito. Mas também que, actualmente, os 40 são os novos 30, como se costuma dizer, pois podemos estar mais maduros de cabeça, com uma experiência que só nos acrescenta, mas continuamos óptimos para fazer de tudo

Foi a partir desta idade que começaste a ter mais cuidado com a alimentação?

Sempre tive alguma, mas sim, com a idade vem também o acréscimo de responsabilidade e temos mais consciência daquilo que nos pode fazer bem ou mal

João, usas os ditos cremes “anti-idade”?

 Uso, sobretudo hidratantes, que aplico pela manhã. também uso creme suavizante para depois de barba, e não os vulgares after shave, que ainda contêm muito álcool.

O que te faz sentir Vivo?

O desejo de ser cada vez melhor, como pessoa, como filho, como amigo… Proporcionar o bem ao meu redor e a quem está comigo.

Quais são os teus receios em relação ao futuro da tua idade?

Sou mais de viver o presente, o momento. Não que não pense no futuro, mas quando o faço, aquilo que me pode causar mais receio é o facto de irmos perdendo as nossas faculdades com o passar do tempo. Tenho o caso da minha mãe, com demência, que é exemplo do que falo…

Ultima pergunta, Que sonhos gostarias, ainda de concretizar?

Em termos materiais, viajar mais e ir até à Austrália. De resto, continuar a crescer como ser humano. Ser melhor em tudo o que faço, e também melhor para os outros. 

João, adorei! Só podia!!

Muito obrigada pela tua disponibilidade!

Grande Beijinho.quadro joao soznhi

Fotos: João Portela

Entrevista a Jorge Santos Silva

Jorge Santos Silva, 49 anos, Investigador Histórico Genológico e Organizador de Eventos.

 

Jorge, muito obrigada por participares nesta minha aventura de “como chegar aos 40”!!

2conj jorge santos silva 

 

Jorginho, Já chegaste aos 40?

Já e até mesmo quase a sair, já que faço os 50 em Maio.

O que pensaste quando disseste pela 1ª vez, já tenho 40 anos?

Um pouco o que todos pensam, que vou entrar de onde já não saio, dos “entas” mas rapidamente me apercebi que era apenas mais uma etapa, tão boa como qualquer outra e com a vantagem acrescida da experiência.

Foi a partir desta idade que começaste a ter mais cuidado com a alimentação?

Confesso que não sou grande exemplo em cuidados com a alimentação o que desrecomendo a todos os leitores deste blog, mas prometo fazê-lo depois dos 50. De qualquer forma tento não exagerar para manter pelo menos o peso.conj jorge santos silva

Jorge,  usas cremes anti-idade ou outros?

Uso principalmente hidratantes e já que o cabelo andar a querer ir de férias, não sei para onde, também tenho gasto algum dinheiro em produtos capilares.

O que te faz sentir Vivo?

Ver um episódio do Secret Story e saber que não estou enfiado lá dentro. Para além desta evidência, ter objectivos, traçar rumos e principalmente saber que a nossa existência só por si torna alguém feliz. Participo também nos mais variados Fóruns de cidadania que num ou noutro momento intervém a bem do colectivo e isso faz-me sentir vivo.

Quais são os teus receios em relação ao futuro da tua idade?

O que pensar quando olhamos para o lado e vemos todas as prespectivas defraudada de quem julgava ter uma carreira remuneratória suficiente para ter a sua reforma sempre crescente ,tranquila e digna, situação transversal a tantos e tantos reformados dos mais variados sectores que se encontram praticamente na miséria. É uma das situações que mais me choca, é ver os nossos idosos a sofrerem cortes nas suas pensões para as quais lutaram uma vida inteira. Cada vez estou mais preocupado com a sustentabilidade não só da Segurança Social, mas do país e de quem o tem governado. As minhas preocupações alinham-se com as de B. Brecht quando dizia “ Não há pior analfabeto que o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. O analfabeto político é tão burro que se orgulha de o ser e, de peito feito, diz que detesta a política. Não sabe, o imbecil, que da sua ignorância política é que nasce a prostituta, a criança abandonada e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, desonesto, o corrupto e lacaio dos exploradores do povo”.

Que sonhos gostarias, ainda de concretizar?

Voltar ao país que me viu nascer e que por razões sentimentais de receio de já não encontrar nenhuma das memórias que lá deixei tão vivas e belas, Moçambique. Deixei quando tantos outros o fizeram, em 1974 e nunca mais esqueci os amiguinhos que tinha e brincava com a liberdade só possível em Africa, aquele mar, a imensidão das savanas que aos olhos duma criança maiores pareciam, sobretudo no por do Sol quando reflectia o vermelho da terra. Uma saudade que só ultrapassarei quando souber que volto a um país sem fome, sem raptos, sem guerra.

Obrigada Jorginho, um grande beijinho.

Fotos de João Portela: http://www.jportela.portfoliobox.net/

Já nos seguem!

530932_437667196291727_448529923_nO Blog a “A Mulher é que manda” fez um artigo sobre o meu Blog!!

Estou contentíssima pois isso quer dizer que em tão pouco tempo, já tenho seguidores que gostam do meu trabalho!
Muito Obrigada.

Espreitem aqui:

http://amulherequemanda.sapo.pt/ha-blogues-novos-bem-fresquinhos-espera-de-si